Fundações: aspectos do exercício da curadoria

Examina a atuação da Curadoria de Fundações, como órgão de atuação do Ministério Público. A interpretação dos atos de instituição, quer sejam inter vivos ou mortis causa, deve seguir a hermenêutica aplicada na análise das verbas testamentárias, ou seja: prevalecerá a que melhor assegure a observânci...

Full description

Main Author: Fux, Luiz
Format: Artigo
Language: Português
Published: 2005
Subjects:
Online Access:
id oai:bdjur.stj.jus.br.BDJURr1:oai:localhost:2011-751
recordtype dspace
spelling oai:bdjur.stj.jus.br.BDJURr1:oai:localhost:2011-7512017-05-22STJFux, Luiz2005-08-05T15:01:36Z2005-08-05T15:01:36Z1980-07http://bdjur.stj.jus.br/dspace/handle/2011/751Examina a atuação da Curadoria de Fundações, como órgão de atuação do Ministério Público. A interpretação dos atos de instituição, quer sejam inter vivos ou mortis causa, deve seguir a hermenêutica aplicada na análise das verbas testamentárias, ou seja: prevalecerá a que melhor assegure a observância da vontade do instituidor. No decurso da vida existencial da Fundação, a consecução dos objetivos finalístícos é acompanhada de perto pela Curadoria, chamada a intervir a todo momento em que se pretenda efetivar qualquer alteração desta natureza. De qualquer forma, aspecto sumamente interessante concerne à atuação da Curadoria no âmbito judicial. É pacífico o entendimento de que, onde houver interesse fundacional, deverá intervir o M.P. E essa vinculação, no seu desdobramento conseqüencial, fornece respaldo para que o Ministério Público atue com a qualidade de substituto processual das Fundações, em determinadas hipóteses.ArtigoFundações: aspectos do exercício da curadoriaPortuguêsrestricted accessFundação (direito público)CuradoriaMinistério público, BrasilFundação pública65234 bytes application/pdf
institution STJ
collection DSpace
language Português
topic Fundação (direito público)
Curadoria
Ministério público, Brasil
Fundação pública
spellingShingle Fundação (direito público)
Curadoria
Ministério público, Brasil
Fundação pública
Fux, Luiz
Fundações: aspectos do exercício da curadoria
description Examina a atuação da Curadoria de Fundações, como órgão de atuação do Ministério Público. A interpretação dos atos de instituição, quer sejam inter vivos ou mortis causa, deve seguir a hermenêutica aplicada na análise das verbas testamentárias, ou seja: prevalecerá a que melhor assegure a observância da vontade do instituidor. No decurso da vida existencial da Fundação, a consecução dos objetivos finalístícos é acompanhada de perto pela Curadoria, chamada a intervir a todo momento em que se pretenda efetivar qualquer alteração desta natureza. De qualquer forma, aspecto sumamente interessante concerne à atuação da Curadoria no âmbito judicial. É pacífico o entendimento de que, onde houver interesse fundacional, deverá intervir o M.P. E essa vinculação, no seu desdobramento conseqüencial, fornece respaldo para que o Ministério Público atue com a qualidade de substituto processual das Fundações, em determinadas hipóteses.
format Artigo
author Fux, Luiz
author_sort Fux, Luiz
title Fundações: aspectos do exercício da curadoria
title_short Fundações: aspectos do exercício da curadoria
title_full Fundações: aspectos do exercício da curadoria
title_fullStr Fundações: aspectos do exercício da curadoria
title_full_unstemmed Fundações: aspectos do exercício da curadoria
title_sort fundações: aspectos do exercício da curadoria
publishDate 2005
url http://bdjur.stj.jus.br/dspace/handle/2011/751
_version_ 1572563011927801856
score 12,076287