Mobilização cognitiva e perfis eleitorais na América Latina

Analisa dados decorrentes da onda de 2012 do Latin American Public Opinion Project (LAPOP) para um conjunto de 21 países latino-americanos e para os Estados Unidos, de modo que os resultados de regressões binárias apontaram efeitos distintos [a] dos perfis de eleitores sobre a posição churchilliana...

Full description

Main Authors: Gimenes, Éder Rodrigo, Borba, Julian
Other Authors: Tribunal Superior Eleitoral
Format: Outro
Language: Português
Published: 2020
Subjects:
Online Access:
id oai:bdjur.stj.jus.br.teste5:oai:localhost:bdtse-6548
recordtype tse
spelling oai:bdjur.stj.jus.br.teste5:oai:localhost:bdtse-65482020-06-02 Mobilização cognitiva e perfis eleitorais na América Latina Gimenes, Éder Rodrigo Borba, Julian Tribunal Superior Eleitoral Eleitor Partido político Democracia Comportamento político América Latina Analisa dados decorrentes da onda de 2012 do Latin American Public Opinion Project (LAPOP) para um conjunto de 21 países latino-americanos e para os Estados Unidos, de modo que os resultados de regressões binárias apontaram efeitos distintos [a] dos perfis de eleitores sobre a posição churchilliana e também sobre as dimensões procedimentais da democracia definidas por Fuks et al (2016) como "adesão aos procedimentos de escolha", "adesão normativa ao voto", "adesão à participação de todos" e "adesão ao princípio da representação" e [b] quando comparados América Latina e Estados Unidos. Nesse sentido, as conclusões apontam a necessidade de aprofundamento desta agenda de pesquisa ao menos no que tange a três pontos: [1] verificar a limitação da capacidade explicativa da tese do apartidarismo sobre aspectos procedimentais da adesão à democracia; [2] verificar a relação existente entre os recursos individuais testados (mobilização cognitiva combinada com simpatia partidária) sobre medidas valorativas de adesão à democracia, como igualitarismo e tolerância, por exemplo; e [3] testar a relação hierárquica entre variáveis individuais e de contexto sobre o apoio ao regime. 2020-04-16T20:47:37Z 2020-04-16T20:47:37Z 2016 Outro GIMENES, Éder Rodrigo; BORBA, Julian. Mobilização cognitiva e perfis eleitorais na América Latina. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CIÊNCIA POLÍTICA, 10., 2016, Belo Horizonte. Anais eletrônicos [...]. Rio de Janeiro: ABCP, 2016. p. [1-21]. http://bibliotecadigital.tse.jus.br/xmlui/handle/bdtse/6548 pt_BR <a rel="license" href="http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/deed.pt_BR"><img alt="Licença Creative Commons" style="border-width:0" src="https://i.creativecommons.org/l/by-nc-nd/4.0/88x31.png" /></a><br />Este item está licenciado com uma Licença <a rel="license" href="http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/deed.pt_BR">Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional</a>. 21 p.
institution TSE
collection TSE
language Português
topic Eleitor
Partido político
Democracia
Comportamento político
América Latina
spellingShingle Eleitor
Partido político
Democracia
Comportamento político
América Latina
Gimenes, Éder Rodrigo
Borba, Julian
Mobilização cognitiva e perfis eleitorais na América Latina
description Analisa dados decorrentes da onda de 2012 do Latin American Public Opinion Project (LAPOP) para um conjunto de 21 países latino-americanos e para os Estados Unidos, de modo que os resultados de regressões binárias apontaram efeitos distintos [a] dos perfis de eleitores sobre a posição churchilliana e também sobre as dimensões procedimentais da democracia definidas por Fuks et al (2016) como "adesão aos procedimentos de escolha", "adesão normativa ao voto", "adesão à participação de todos" e "adesão ao princípio da representação" e [b] quando comparados América Latina e Estados Unidos. Nesse sentido, as conclusões apontam a necessidade de aprofundamento desta agenda de pesquisa ao menos no que tange a três pontos: [1] verificar a limitação da capacidade explicativa da tese do apartidarismo sobre aspectos procedimentais da adesão à democracia; [2] verificar a relação existente entre os recursos individuais testados (mobilização cognitiva combinada com simpatia partidária) sobre medidas valorativas de adesão à democracia, como igualitarismo e tolerância, por exemplo; e [3] testar a relação hierárquica entre variáveis individuais e de contexto sobre o apoio ao regime.
author2 Tribunal Superior Eleitoral
format Outro
author Gimenes, Éder Rodrigo
Borba, Julian
title Mobilização cognitiva e perfis eleitorais na América Latina
title_short Mobilização cognitiva e perfis eleitorais na América Latina
title_full Mobilização cognitiva e perfis eleitorais na América Latina
title_fullStr Mobilização cognitiva e perfis eleitorais na América Latina
title_full_unstemmed Mobilização cognitiva e perfis eleitorais na América Latina
title_sort mobilização cognitiva e perfis eleitorais na américa latina
publishDate 2020
url http://bibliotecadigital.tse.jus.br/xmlui/handle/bdtse/6548
_version_ 1673263988481196032
score 12,505165