Regime político e recrutamento parlamentar : um retrato coletivo dos senadores brasileiros antes e depois da ditadura

Reconstitui os perfis coletivos das bancadas do Senado brasileiro em três períodos: a democracia populista (1945-1964), a ditadura militar (1964-1979) e o regime de transição para a democracia liberal (1979-1990). Esse intervalo de tempo compreende três sistemas partidários: multipartidário (1945-19...

Full description

Main Authors: Codato, Adriano Nervo, Costa, Luiz Domingos, Massimo, Lucas, Heinz, Flavio
Other Authors: Tribunal Superior Eleitoral
Format: Artigo
Language: Português
Published: 2020
Subjects:
Online Access:
id oai:bdjur.stj.jus.br.teste5:oai:localhost:bdtse-6921
recordtype tse
spelling oai:bdjur.stj.jus.br.teste5:oai:localhost:bdtse-69212020-07-04 Regime político e recrutamento parlamentar : um retrato coletivo dos senadores brasileiros antes e depois da ditadura Political regime and parliamentary recruitment in Brazil : a collective profile of senators before and after the dictatorship Codato, Adriano Nervo Costa, Luiz Domingos Massimo, Lucas Heinz, Flavio Tribunal Superior Eleitoral Regime político Senado Federal Ditadura Senador Sistema partidário Reconstitui os perfis coletivos das bancadas do Senado brasileiro em três períodos: a democracia populista (1945-1964), a ditadura militar (1964-1979) e o regime de transição para a democracia liberal (1979-1990). Esse intervalo de tempo compreende três sistemas partidários: multipartidário (1945-1965), bipartidário (1965-1979) e multipartidário (de 1979 em diante). A hipótese testada é a seguinte: variações no perfil social e no perfil da carreira política de parlamentares devem estar relacionadas com o tipo de regime político e, mais especificamente, com o regime de partidos em vigor. No caso aqui analisado, supõe-se que os atributos dos membros do Senado brasileiro, eleitos sob um sistema onde concorrem múltiplos partidos, deva ser diferente dos atributos dos eleitos sob o bipartidarismo, ainda que as regras eleitorais (sistema majoritário) permaneçam constantes. Para analisar o impacto das mudanças nas condições de acesso à Câmara Alta foram estudados 351 senadores. Os dados revelaram que esses representantes tiveram o perfil das suas carreiras afetado pelas variações nos parâmetros da competição política impostas pelo regime ditatorial-militar. O estrangulamento da estrutura de oportunidades, um efeito direto do sistema de dois partidos, foi responsável por alijar concorrentes sem altíssima experiência política. Com a reintrodução do pluripartidarismo nas eleições de 1982, as características das carreiras desses parlamentares retomaram o perfil anterior a 1964. It rebuilds the collective profiles of the Brazilian Senate benches in three periods: the populist democracy (1945-1964), the military dictatorship (1964-1979) and the regime of transition to liberal democracy (1979-1990). The time frame takes into account three party systems: multipartisan (1945-1965), bipartisan (1965-1979) and multiparty one more time (1979 ahead). The hypothesis tested is the following: changes in the social profile and the profile of the political career of parliamentarians should be related to the type of political regime and, more specifically, with the then current party system. In the case analyzed here, is assumed the attributes of Brazilian Senate members elected under a system of several competing parties must be distinct from attributes of those elected under bipartisanship - even though the electoral rules were the same. In order to analyze the impact of the changes in conditions for access the upper chamber 351 senators were studied. The data shows these representatives had the profile of their careers severely affected by variations in the parameters of political competition imposed by the military dictatorship. The narrowing of opportunity structure, a straight effect of bipartisan system, was responsible for harming competitors without major political experience. With the reintroduction of multiparty politics in the 1982 elections, the characteristics of these parliamentary careers came back to the previous profile previous to 1964. 2020-07-01T22:04:29Z 2020-07-01T22:04:29Z 2016 Artigo CODATO, Adriano Nervo et al. Regime político e recrutamento parlamentar: um retrato coletivo dos senadores brasileiros antes e depois da ditadura. Revista de Sociologia e Política, Curitiba, v. 24, n. 60, p. 47-68, dez. 2016. http://bibliotecadigital.tse.jus.br/xmlui/handle/bdtse/6921 pt_BR <a rel="license" href="http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/deed.pt_BR"><img alt="Licença Creative Commons" style="border-width:0" src="https://i.creativecommons.org/l/by-nc-sa/4.0/88x31.png" /></a><br />Este item está licenciado com uma Licença <a rel="license" href="http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/deed.pt_BR">Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional</a>. 22 p.
institution TSE
collection TSE
language Português
topic Regime político
Senado Federal
Ditadura
Senador
Sistema partidário
spellingShingle Regime político
Senado Federal
Ditadura
Senador
Sistema partidário
Codato, Adriano Nervo
Costa, Luiz Domingos
Massimo, Lucas
Heinz, Flavio
Regime político e recrutamento parlamentar : um retrato coletivo dos senadores brasileiros antes e depois da ditadura
description Reconstitui os perfis coletivos das bancadas do Senado brasileiro em três períodos: a democracia populista (1945-1964), a ditadura militar (1964-1979) e o regime de transição para a democracia liberal (1979-1990). Esse intervalo de tempo compreende três sistemas partidários: multipartidário (1945-1965), bipartidário (1965-1979) e multipartidário (de 1979 em diante). A hipótese testada é a seguinte: variações no perfil social e no perfil da carreira política de parlamentares devem estar relacionadas com o tipo de regime político e, mais especificamente, com o regime de partidos em vigor. No caso aqui analisado, supõe-se que os atributos dos membros do Senado brasileiro, eleitos sob um sistema onde concorrem múltiplos partidos, deva ser diferente dos atributos dos eleitos sob o bipartidarismo, ainda que as regras eleitorais (sistema majoritário) permaneçam constantes. Para analisar o impacto das mudanças nas condições de acesso à Câmara Alta foram estudados 351 senadores. Os dados revelaram que esses representantes tiveram o perfil das suas carreiras afetado pelas variações nos parâmetros da competição política impostas pelo regime ditatorial-militar. O estrangulamento da estrutura de oportunidades, um efeito direto do sistema de dois partidos, foi responsável por alijar concorrentes sem altíssima experiência política. Com a reintrodução do pluripartidarismo nas eleições de 1982, as características das carreiras desses parlamentares retomaram o perfil anterior a 1964.
author2 Tribunal Superior Eleitoral
format Artigo
author Codato, Adriano Nervo
Costa, Luiz Domingos
Massimo, Lucas
Heinz, Flavio
title Regime político e recrutamento parlamentar : um retrato coletivo dos senadores brasileiros antes e depois da ditadura
title_short Regime político e recrutamento parlamentar : um retrato coletivo dos senadores brasileiros antes e depois da ditadura
title_full Regime político e recrutamento parlamentar : um retrato coletivo dos senadores brasileiros antes e depois da ditadura
title_fullStr Regime político e recrutamento parlamentar : um retrato coletivo dos senadores brasileiros antes e depois da ditadura
title_full_unstemmed Regime político e recrutamento parlamentar : um retrato coletivo dos senadores brasileiros antes e depois da ditadura
title_sort regime político e recrutamento parlamentar : um retrato coletivo dos senadores brasileiros antes e depois da ditadura
publishDate 2020
url http://bibliotecadigital.tse.jus.br/xmlui/handle/bdtse/6921
_version_ 1673264013736148992
score 12,50518