Os partidos na rede : ação política virtual das instituições partidárias brasileiras

Contribue para o desenvolvimento dos estudos relativos ao impacto da introdução das novas TICs nas democracias contemporâneas, especialmente no que diz respeito à atuação dos partidos políticos nos meios digitais. Mais especificamente, buscaremos compreender como os partidos políticos brasileiros tê...

Full description

Main Author: Rocha, Leonardo Caetano da
Other Authors: Braga, Sérgio Soares
Format: Dissertação
Language: Português
Published: Curitiba 2019
Subjects:
Online Access:
Summary: Contribue para o desenvolvimento dos estudos relativos ao impacto da introdução das novas TICs nas democracias contemporâneas, especialmente no que diz respeito à atuação dos partidos políticos nos meios digitais. Mais especificamente, buscaremos compreender como os partidos políticos brasileiros têm se comportado diante das mudanças ocorridas no processo comunicativo em decorrência do advento e expansão da internet, e como têm aderido às novas potencialidades desta mídia. Analisaremos a utilização fora do período eleitoral de websites e páginas em redes sociais (Facebook), pelos diretórios nacionais dos partidos políticos no Brasil. Por meio de um exame da literatura sobre internet e partidos, observamos a existência de tendências divergentes quanto à possibilidade de incremento na participação política, na relação entre representantes e representados e na competição interpartidária promovidas pela introdução das novas mídias no mundo político. As contribuições da literatura, também provenientes das pesquisas empíricas nacionais e internacionais sobre a ação partidária nas novas mídias, nos permitiram formular as hipóteses que embasam o desenvolvimento deste trabalho: (I) Os partidos têm aumentado e qualificado sua presença na internet, contudo, sem focar em uma utilização mais interativa e mobilizadora; (II) Partidos maiores tendem a utilizar a internet de forma mais eficaz; (III) A ideologia não é um fator preponderante para diferenciar a ação dos partidos na web; (IV) Existe um acentuado grau de personalismo nas ferramentas digitais partidárias; (V) O uso das redes sociais tem aumentado em detrimento ao uso dos websites. Com efeito, as ferramentas digitais compreendidas neste estudo serão submetidas à análise com base em metodologia também advinda do diálogo com a literatura, tendo em vista quatro dimensões de análise: difusão da informação, interação, mobilização e sofisticação. Dessa forma, testaremos as presentes hipóteses por meio de análises de conteúdo e testes estatísticos através do programa SPSS, diagnosticando como estão estruturadas as ferramentas virtuais dos partidos brasileiros e qual o foco de suas políticas comunicacionais na internet.